Petrobras mostra recuperação no ano e lucro líquido aumenta 33% no segundo trimestre


http://www.agenciabrasil.gov.br/noticias/2009/08/14/materia.2009-08-14.9519857507/view
14 de Agosto de 2009

Petrobras mostra recuperação no ano e lucro líquido aumenta 33% no segundo trimestre

Vladimir Platonow

Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro – A Petrobras divulgou hoje (14) os resultados financeiros do segundo trimestre do ano, que indicaram um forte crescimento nos três primeiros meses. O lucro líquido da empresa chegou a R$ 7,734 bilhões, contra R$ R$ 5,816 do período anterior, um aumento de 33%.

Os números foram divulgados pelo diretor Financeiro e de Relações com Investidores, Almir Barbassa. “O resultado mostra a recuperação da economia, que aumentou a venda no mercado doméstico em 10% entre esses dois trimestres, e também a recuperação dos preços do petróleo, que aumentou de uma média de US$ 44 para US$ 59 [o barril]”, disse.

Barbassa afirmou que os bons resultados refletiram o acerto na política de preços adotada pela empresa: “É fruto da política de preço da companhia, que ajusta a longo prazo, e, com isso, consegue manter resultados mais equilibrados. Não impacta o consumidor e permite preços estáveis”.

Apesar da recuperação, no primeiro semestre deste ano, comparado com igual período de 2008, o lucro líquido da companhia caiu 20%. Segundo Barbassa, isso ocorreu porque no segundo trimestre do ano passado o preço do barril do petróleo estava no apogeu, a US$ 147, contra US$ 59 deste trimestre. “É pouco mais de um terço”, afirmou.

O diretor da Petrobras garantiu que a exploração da camada pré-sal está viabilizada com os atuais preços do óleo e tendo em vista as tendências do mercado futuro.

“Nós temos uma expectativa muito forte de que é perfeitamente viável, pelas avaliações que já fizemos, mas temos muitos ganhos ainda a conquistar, em termos de formas de trabalhar o desenvolvimento e a produção. O cenário é muito diferente, é muito longe da costa brasileira, mas os campos são muito maiores e aparentemente mais produtivos. Isso tudo vai influenciar no custo, assim como a forma e a tecnologia que vamos usar. Pelas estimativas que temos do piloto, é perfeitamente viável”, avaliou o diretor.

http://www.agenciabrasil.gov.br/noticias/2009/08/14/materia.2009-08-14.9519857507/view
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: