Palestra na UFRGS: “Geopolítica do Pré-sal, petróleo e energia limpa”


DIÁRIO DO PRÉ-SAL

Palestra na UFRGS: “Geopolítica do Pré-sal, petróleo e energia limpa”

Quinta-feira, 01/10/2009.

Ocorreu hoje no Campus do Vale da UFRGS, a palestra sobre “Geopolítica do pré-sal, petróleo e Energia Limpa”, apresentada pelo prof. Lucas Kerr de Oliveira, entre 19:00 e 22:00, no auditório do ILEA. O público alvo foram os alunos do curso pré-vestibular PEAC, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, que lotaram o auditório do ILEA, com capacidade para 140 pessoas.

O curso pré-vestibular PEAC – Projeto Educacional Alternativa Cidadã, é um curso sem fins lucrativos, formado por alunos e ex-alunos da UFRGS que atuam no Campus do Vale. O PEAC oferece à população sem condições econômicas de pagar um curso pré-vestibular particular, a oportunidade de cursar um pré-vestibular popular de qualidade.

O prof. Lucas K. de Oliveira iniciou a apresentação discutindo os principais aspectos da geopolítica do petróleo, como as disputas pelo controle das zonas petrolíferas e dos corredores de passagem ou de transporte de petróleo pelo mundo, por oleodutos/gasodutos ou por navios, ou seja, por terra e pelo mar. Fez uma análise do papel dos recursos energéticos  na história da humanidade, considerando seus impactos sociais, econômicos, políticos e militares, especialmente na política internacional. Como exemplo destacou as principais disputas por recursos energéticos nas principais guerras e conflitos armados do século XX.

O palestrante analisou ainda as disputas por região, partindo da tradicional análise do Oriente Médio, seguida pela Eurásia (Rússia, Cáucaso, Mar Cáspio e Ásia Central), uma breve análise de alguns casos na África (Angola, Nigéria, Sudão) e na América do Sul (Colômbia, Venezuela e Bolívia).

O palestrante apresentou ainda alguns dos aspectos geológicos da exploração petrolífera e discutiu o problema da finitude das reservas petrolíferas, polemizando o debate em torno do problema do “pico petrolífero” e o encarecimento gradativo do custo do petróleo. Neste contexto de crescente disputa por recursos energéticos é que Oliveira apresentou o impacto e significado da descoberta do pré-sal no litoral brasileiro, com reservas semelhantes às de países como Kuwait ou Iraque. Ou seja, o que representa para o Brasil ter realizado uma das maiores descobertas de um novo campo petrolífero nas últimas décadas, frente ao esgotamento das reservas na América do Norte, Europa e mesmo em alguns países da OPEP.

Por fim, o prof. Lucas apresentou algumas das principais alternativas de geração de energia alternativa ao petróleo, atualmente existentes no mundo, focando nas alternativas renováveis e mais limpas, como energia hidrelétrica, eólica, solar, maremotriz, geotérmica e o papel dos biocombustíveis ou agrocombustíveis (álcool, óleos vegetais, biodiesel e biogás). Também discutiu a necessidade de se diversificar os meios de transporte e apresentou rapidamente algumas das perspectivas de desenvolvimento de sistemas inovadores de geração e distribuição de energia, a partir da produção de novos materiais semicondutores e novos materiais supercondutores.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: