Associação de Engenheiros da Petrobras pede cuidado com as falácias dos lobistas


http://www.presal.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=4

23/10/2009

Associação de Engenheiros da Petrobras pede cuidado com as falácias dos lobistas

Antonio Pietrobelli

Para que seja aprovado o novo marco regulatório para a exploração das reservas do pré-sal a sociedade terá que estar atenta e mobilizada. O alerta é do presidente da Associação dos Engenheiros da Petrobras (Aepet), Fernando Leite Siqueira, que participou do seminário “Pré-sal: o Brasil no caminho certo”, promovido pelo Governo do Paraná nesta quinta-feira (22), no auditório do Canal da Música, em Curitiba.

“É preciso ter cuidado com as falácias dos lobistas. Assim”, disse Siqueira se voltando a um grupo de jovens na plateia, “vocês estudantes serão fundamentais, terão muito mais motivos e razões para irem às ruas”. Os quatro projetos de lei do governo federal que mudam a regulamentação da exploração de petróleo começam a ser votados pela Câmara dos Deputados no mês que vem.

O acompanhamento de perto será fundamental, segundo as palavras de Siqueira, para que não haja retrocessos à proposta original. “O que está em jogo é a propriedade do nosso petróleo, hoje nas mãos das empresas [multinacionais privadas] que ficam com 55% da nossa produção. E o petróleo hoje representa 90% das fontes de energia que movem o transporte mundial e está em 70% dos produtos que consumimos”, citou.

RISCOS – Mesmo depois de aprovado, o novo marco não eliminará por completo os riscos à soberania da nação na escolha de seus rumos, avalia Siqueira. Para ele, o fato de o novo marco não acabar com os leilões em áreas que não sejam as do pré-sal continuará a dar espaço e poder às gigantes petroleiras estrangeiras, que terão forças para pressionar o governo para acelerar a exploração do petróleo do pré-sal.

O presidente da Aepet está entre os que defendem que não há necessidade de “pressa” para essa exploração. Pelo contrário, há que se ter cautela e planejamento nesse processo. Os leilões que concedem à iniciativa privada a exploração de petróleo foram instituídos pelo governo do presidente Fernando Henrique Cardoso, por meio da lei federal 9.478/1998, a qual acabou com o monopólio público, antes nas mãos da Petrobras. “Trata-se de uma lei cheia de absurdos”, assinalou.

http://www.presal.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=4
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: