“O Brasil e o Pré-sal” – Primeiro Painel discute impacto do pré-sal na cadeia produtiva industrial regional


http://www.al.rs.gov.br/

Agência de Notícias da Assembléia Legislativa do RS

04/12/2009

SEMINÁRIO O BRASIL E O PRÉ-SAL

Ciclo econômico do Pré-sal pode favorecer a indústria gaúcha

Michele Limeira – MTB: 9733 | Agência de Notícias

Letícia Rodrigues – Edição – MTB 9373

Foto: Marco Couto / Ag AL

Painel discutiu o papel das empresas brasileiras e o potencial na indústria

Painel discutiu o papel das empresas brasileiras e o potencial na indústria

Os participantes do primeiro painel do seminário O Brasil e o Pré-sal – Uma nova perspectiva para o país e o Rio Grande do Sul avaliaram o Pré-sal como “grande desafio” que se apresenta ao Brasil. No debate, realizado esta manhã (4), no Teatro Dante Barone, da Assembleia Legislativa, os painelistas reconheceram o potencial e os diferenciais da indústria gaúcha, que pode se beneficiar do novo ciclo econômico que se desenha. O evento continua à tarde, com mais dois painéis. O presidente do Legislativo, deputado Ivar Pavan (PT), é o expositor do primeiro deles. Em seguida, o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, tratará sobre a geopolítica do petróleo. Às 15h, Gabrielli concede entrevista coletiva à imprensa.

O plano de investimentos da Petrobrás, projetado para 2009 a 2013, é de U$ 174,4 bilhões, representando cerca de U$ 30 bilhões ao ano. Os números foram avaliados pelos painelistas como oportunidade para a indústria gaúcha, porém ressaltaram que existem desafios a serem superados. Segundo o expositor do painel “O papel das empresas brasileiras e o impacto na indústria”, Marcus Coester, coodenador do Comitê de Competitividade de Petróleo e Gás da Fiergs e vice-presidente da ABIMAQ, em 2008, o valor de compras da Petrobrás foi de U$ 45,2 bilhões, sendo que a participação no Estado como fornecedor ainda é baixa. “Em bens, o RS foi responsável por 1,31% das compras realizadas pela Petrobrás. Nas contratações de serviços, a participação ficou em 0,88%”, exemplificou Coester. Na sua avaliação, esses números precisam crescer e o Comitê da Fiergs trabalha com esse objetivo.

Os diferenciais da indústria gaúcha podem contribuir para avanços nesta área. Diversificação, fabricação de produtos especiais, programas de qualidade, tecnologia e pesquisa de ponta e mão de obra qualificada foram as características apontada por Coester. O vice-presidente da Fiergs, Humberto Busnello, destacou a “forte cultura empreendedora” como o principal representante do potencial dos gaúchos. “A indústria gaúcha precisa aproveitar o orçamento da Petrobrás”, frisou, lembrando que para isso é necessário “eliminar alguns gargalos”. Busnello considera necessário desonerar os investimentos para garantir a competitividade. “Precisamos de condições para que as empresas tenham desenvolvimento tecnológico”, pontuou.

“Taxar investimentos é desfavorável para competitividade”, avaliou o presidente do Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis, Álvaro Alves Teixeira. Para os painelistas, na questão do custo Brasil está um dos principais desafios à indústria. O coordenador do Comitê da Fiergs, Marcus Coester, explicou que para enfrentar o mercado internacional competitivo é preciso desonerar os investimentos, enfrentar a guerra fiscal e as dificuldades da isonomia da indústria gaúcha, criar programas de financiamento competitivos em nível nacional, desenvolver o marco legal, a certificação de empresas e a cadeia produtiva, dentre outros aspectos.

Classificado como “bênção para o Brasil”, o Pré-sal, segundo o presidente da Fundação de Economia e Estatística, Adelar Fochezatto, pode impactar sobre o desenvolvimento da indústria. “Os principais efeitos seriam sobre os setores diretamente ligados a cadeia produtiva do petróleo, de máquinas e equipamentos, produtos químicos, transporte, serviços industriais de utilidade pública, como energia e saneamento”, analisou.

Tecnologia

O desenvolvimento de novas tecnologias também é um dos aspectos que se sobressaiu no debate desta manhã. Segundo Marcus Coester, a Petrobrás tem tecnologia exclusiva para o desenvolvimento de pesquisas sobre o Pré-sal, o que é avaliado como uma vantagem com relação a outros países, assim como a situação do Brasil em relação à geopolítica do Atlântico Sul.

Segundo ele, as inovações tecnológicas implicam em desenvolvimento econômico, que gera desenvolvimento humano, capaz de tornar as pessoas mais criativas e inovadoras. “É um ciclo necessário para que tenhamos uma sociedade desenvolvida”, explicou.

Coester avaliou que a automação é um considerada um dos principais desafios a serem superados para viabilizar a instalação de plataformas a 300 quilômetros da costa, como exigirá a exploração da camada pré-sal.

Energia

O presidente da Fundação de Economia e Estatística, Adelar Fochezatto, reforçou a importância de investimentos em tecnologia e pesquisas e alertou para a transição pela qual passa o atual sistema energético. “Temos que ser inteligentes para não ficarmos reféns da matriz energética do petróleo”, observou. Fochezatto chamou a atenção para o desenvolvimento de uma matriz baseada na energia limpa. “O futuro passa pelas fontes de energia e sustentabilidade ambiental”, sublinhou.

Promoção

O Seminário é uma promoção da Petrobrás, organizado pela Revista Voto, com apoio institucional da Assembleia Legislativa e do Comitê Gaúcho em Defesa do Pré-Sal.

http://www.al.rs.gov.br/

Mais notícias da Assembléia Legislativa sobre a primeira parte do Seminário “O Brasil e o Pré-Sal”:

Pavan propõe reflexão sobre o significado do Pré-sal para a sociedade brasileira

Indústria gaúcha deve se preparar para fornecer suporte à exploração em alto-mar

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: