Embrapa reforça pesquisas com palmeiras oleíferas para biodiesel


Embrapa Agroenergia

08/07/2010

Embrapa reforça pesquisas com palmeiras oleíferas para biodiesel 

Daniela Garcia Collares

Em um prazo de três anos, a Embrapa Agroenergia, em parceria com oito unidades da Embrapa e oito universidades, irá executar o Projeto “Pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I) em palmáceas para a produção de óleo e aproveitamento econômico de co-produtos e resíduos”, o “PROPALMA”.

As ações do Projeto, financiado pela FINEP e aprovado em junho deste ano, serão desenvolvidas em todas as regiões do País, especialmente nos estados do Paraná, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Piauí, Maranhão, Pará, Amapá, Amazonas e Roraima.

De acordo com o líder do Projeto e pesquisador da Embrapa Agroenergia, Leonardo Bhering, serão avaliadas quatro palmeiras oleíferas potencialmente viáveis para a produção do biodiesel. “O projeto reforçará as pesquisas com o babaçu, o tucumã, o inajá e a macaúba. Acredita-se que pode ser um grande avanço nas pesquisas destas espécies, aumentando a diversidade e também fornecendo subsídios para delinear estratégias de condução dos cultivos ou do extrativismo sustentável, com aumento de produção e domesticação”, declara Bhering.

O PROPALMA visa promover o domínio tecnológico e a domesticação para incorporar e utilizar palmáceas selecionadas pela sua densidade energética e distribuição territorial como matérias-primas para produção comercial de óleos. Além disso, busca remover os gargalos tecnológicos para o aproveitamento econômico de co-produtos e resíduos, inserindo as regiões de ocorrência dessas palmáceas na geopolítica de produção de biocombustíveis (biodiesel, etanol e carvão vegetal), adubos e rações.

Bhering ressalta que as espécies foram escolhidas pelo elevado potencial de produção de óleo, pela produção de biodiesel com matérias-primas regionais e pelo incentivo aos Arranjos Produtivos Locais (APLs), podendo ser uma nova fonte de renda para os agricultores familiares. O estabelecimento de APLs pode atender à necessidade do suprimento contínuo de matérias-primas para a produção de biodiesel e otimizar o uso das terras e o balanço energético global. “Nesse tipo de APL é vantagem a formação de associações ou cooperativas de produtores que instalem unidades de esmagamento das matérias-primas”, reforça o pesquisador.

Além da Embrapa Agroenergia, as outras unidades da Embrapa que participam do projeto são: Amapá (Macapá), Amazônia Ocidental (Manaus/AM), Amazônia Oriental (Belém/PA), Cerrados (Brasília/DF), Roraima (Boa Vista), Meio-Norte (Teresina/PI), Agroindústria de Alimentos (Rio de janeiro/RJ) e Recursos Genéticos e Biotecnologia (Brasília/DF). Entre as universidades parceiras estão: as universidades federais de Lavras, do Maranhão, de Minas Gerais, de Viçosa, de Brasília, do Paraná e do Piauí, e a Universidade Estadual de Montes Claros. Outras ações de pesquisa relacionadas a essas palmeiras oleíferas já estão em andamento na Embrapa e darão suporte a execução do PROPALMA, como o levantamento dos maciços de macaúba nas regiões centro-oeste e sudeste, em parceria com a Embrapa Cerrados, com apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Daniela Garcia Collares (MTb/114/01 RR)

Embrapa Agroenergia

Contato: (61) 3448-1581

daniela.collares@embrapa.br

http://www.embrapa.br/imprensa/noticias/2010/julho/1a-semana/embrapa-reforca-pesquisas-com-palmeiras-oleiferas-para-biodiesel/
http://www.cnpae.embrapa.br/pasta-NoticiasUd/noticiasud.2010-07-08.1940569747
Anúncios

2 Responses to Embrapa reforça pesquisas com palmeiras oleíferas para biodiesel

  1. DAYSE CARVALHO disse:

    Boa Tarde

    Gostaria de saber mais sobre o curso.Obrigada!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: