Tem início a fase de produção comercial de petróleo do Pré-Sal


15 de julho de 2010

Após 22 meses de produção de petróleo em fase de testes, teve início a extração de petróleo da Camada Pré-Sal em escala comercial.

O Teste de Longa Duração (TLD) no campo de Jubarte teve início em Setembro de 2008 (ver notícia relacionada)  e hoje a Petrobrás iniciou a produção em escala comercial,com 13 mil barris por dia.

Veja a notícia do Blog da Petrobrás, a seguir:

foto: Ricardo Stuckert/Presidência da República

Blog da Petrobrás

15 de julho de 2010

Começa a produção no pré-sal do Espírito Santo

A Petrobras produziu, nesta quinta-feira (15/7), o primeiro óleo da camada pré-sal do Campo de Baleia Franca, localizado a cerca de 85 km da cidade de Anchieta (ES), no complexo denominado Parque das Baleias, na Bacia de Campos. As acumulações do pré-sal do Campo de Baleia Franca foram descobertas em dezembro de 2008.

A cerimônia contou com a presença do presidente Luís Inácio Lula da Silva e outras autoridades dos governos federal e do Espírito Santo, além do presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli de Azevedo e do diretor de Exploração e Produção da companhia, Guilherme Estrella.

Foto: Ricardo Stuckert/Presidência da República     Fonte: Agência Petrobrás de Notícias

A produção foi iniciada através da conexão do FPSO Capixaba ao poço 6-BFR-1-ESS. O FPSO Capixaba é afretado para a Petrobras pela empresa SBM, e operava anteriormente no Campo de Golfinho. Para aproveitar a oportunidade de antecipação de produção dos Campos de Cachalote e Baleia Franca, foi realizada uma adaptação na planta de processo da plataforma, para viabilizar a instalação no Parque das Baleias.

O poço do pré-sal de Baleia Franca começará a produzir cerca de 13 mil barris de petróleo por dia (bpd) de petróleo leve, estimado em 29 graus API. A previsão é que atinja a capacidade máxima, de 20 mil bpd, ainda este ano.

Assista aos discursos do  presidente Lula e do  presidente Gabrielli durante a cerimônia.

Veja a  apresentação do gerente geral da Unidade de Operação do Espírito Santo, Luiz Robério Silva Ramos.

O projeto adotará tecnologias pioneiras, concebidas para operar nas condições geológicas do pré-sal. Entre elas, novos modelos de risers flexíveis (tubulações para o escoamento de petróleo que ligam o poço à plataforma) e novas soluções tecnológicas para colocar os poços em produção (completação). O uso dessas tecnologias permite a melhoria da eficiência operacional e representa um novo passo no desenvolvimento dos reservatórios do pré-sal.

O FPSO faz parte do Projeto de Desenvolvimento Integrado de Cachalote e Baleia Franca e permite a interligação dos dois campos. A Plataforma já produz desde maio deste ano no pós-sal do Campo de Cachalote, através do poço 7-CHT-5HA-ESS, localizado a 5 km de Baleia Franca, e desde junho de 2010 no poço 7-CHT-7HP-ESS, totalizando uma produção de 44 mil bpd.

Até o final do ano, está previsto que a plataforma seja interligada a um total de nove poços. Serão três poços produtores e dois injetores em Cachalote, e três poços produtores – dois destes na camada pré-sal – e um injetor em Baleia Franca. O pico de produção está programado para ocorrer em dezembro de 2010, com expectativa de volume de 100 mil barris de óleo por dia e 1,35 milhões de m3 de gás natural.

foto: Blog da Petrobrás

Características técnicas do FPSO Capixaba:

Capacidade de produção: 100 mil bpd;

Capacidade de compressão de gás: 3,2 milhões de m3/dia;

Capacidade de armazenamento: 1.600.000 barris;

Capacidade de injeção de água: 22.000 m3/dia;

Capacidade de operar em local onde a profundidade seja de até 1.500 metros;

Comprimento: 345 metros (equivalente ao comprimento de três campos de futebol);

Peso total carregado: 254.444 toneladas (corresponde ao peso de 300 mil carros populares)

Acomodações: 96 trabalhadores embarcados.

Discurso do presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, sobre a história e os avanços na fronteira explotratório da camada pré-sal

Fala do presidente da Petrobras José Sergio Gabrielli sobre o primeiro óleo comercial do pré-sal no Espírito Santo e os demais projetos da Companhia no estado

Veja a  apresentação do gerente geral da Unidade de Operação do Espírito Santo, Luiz Robério Silva Ramos:

http://static.slidesharecdn.com/swf/ssplayer2.swf?doc=15apresentaogges-100715161735-phpapp01&stripped_title=apresentao-primeiro-leo-es

Leia as notícias publicadas no Blog do Planalto:






Veja repercussão do assunto na imprensa:

Jornal Nacional:  “Começa retirada de petrólero do pré-sal no Espírito Santo”

G1:  “Petrobras inicia produção no pré-sal do Espírito Santo”

Valor Econômico:  “Petrobras começa amanhã produção no pré-sal de Baleia Franca”

Jornal do Brasil:  “Lula participa de cerimônia de extração do primeiro óleo do pré-sal”

Estadão:  “Petrobrás começa a produzir óleo no pré-sal de Baleia Branca nesta quinta-feira, 15”

fonte: Blog da Petrobrás

Presidente Lula exibe amostra do primeiro óleo retirado da camada pré-sal do Campo Baleia Franca - Bacia de Campos, ES, 15/07/2010  -   foto: Ricardo Stuckert-PR

Presidente Lula visita as instalações da plataforma e coleta do primeiro óleo da produção do poço 6-BFR-1-ESS no pré-sal do Campo Baleia Franca - Bacia de Campos, ES, 15/07/2010   -  foto: Ricardo Stuckert/PR

7 Responses to Tem início a fase de produção comercial de petróleo do Pré-Sal

  1. edson chagas disse:

    Quer conhecer um pouco mais a plataforma que está bombeando petróleo do pré-sal ? Veja foto 360 graus em http://blog.foto360.com.br/2010/07/16/petroleo-do-pre-sal/

  2. Joao Chiarelli disse:

    Este é um marco para a soberania do Brasil e sua condição de autonomia quanto ao petróleo. Agora, com o início da atividade extrativista do petróleo, podemos almejar no novo ciclo de aceleração da economia e aumentar nossa condição de oferta de produções energética. Devido a existência de um parque industrial diverso e a existênica de uma economia desenvolvida, creio ser muito difícil que o Brasil sofra da famigerada “doença holandesa”, onde a economia de todo o país acaba sendo dependente de um único recurso (petróleo), deixando o país a mercê dos ânimos do valor desta commodity no mercado de ações.
    Um sucesso, espero que esta exploração possa trazer muitos benefícios e ampliar a capacidade de influênica do Brasil em prol da consolidação da UNASUL.

    • Olá João, espero que estejas certo. Não sou tão naturalmente confiante em nossa economia, pois não acredito que a inércia econômica seja suficiente. É necessário planejar e incentivar o desenvolvimento nacional para evitar este tipo de problema, e somente o Estado tem capacidade para fazer isso. Se deixarmos ao sabor do “livre” mercado, teremos sérios problemas e corremos o risco de sofrer desindustrialização. Se o Estado brasileiro liderar e organizar o setor petrolífero-petroquímico-energético, podemos realizar um salto de desenvolvimento tecnológico e econômico sem igual na história do país. Com certeza toda a América do Sul pode ser envolvida neste processo e todos podemos ganhar muito com a redução da pobreza no continente sulamericano.

  3. Cristianne Pimentel disse:

    Por favor, gostaria de saber quem detem os diretos autorais das fotos feitas do Presidente Lula nessa data. Trata-se de interesse de trabalho.

    Aguardo retorno.
    Obrigada pela atenção.

Deixe uma resposta para Lucas K. de Oliveira Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: