Fotos publicadas por “O Globo” para atacar a Petrobrás mostram equipamentos desativados


Em sua “cruzada” contra a Petrobrás e o Pré-Sal, as corporações Globo continuam a atacar sistematicamente a empresa brasileira, criticando até mesmo sua  reconhecida capacidade técnica.

A Petrobrás responde por cerca de 10% do PIB brasileiro, é a maior empresa  do país e a que mais investe no Brasil. A Petrobrás é considerada  um símbolo nacional, símbolo de luta do povo brasileiro, que se mobilizou e lutou contra os interesses das corporações petrolíferas multinacionais para que esta empresa nacional fosse criada, em meio à campanha “O Petróleo é Nosso!”. Desde aquela época os veículos de comunicação  das corporações Globo (jornais, rádios e televisão), criticam sistematicamente a Petrobrás, tentando corroer a imagem da empresa, defendendo até mesmo que esta deveria ser totalmente privatizada.

Na capa da edição de hoje (11/08/2010), o jornal “O Globo” mostrou fotos de equipamentos enferrujados como sendo uma “prova” de que a Petrobrás não está capacitada para explorar o pré-sal. A montagem aparece juntamente com notícias que fazem alusões ao vazamento de petróleo no Golfo do México e outro vazamento na Índia. Entretanto  o “jornal” não menciona em momento algum que as fotos foram tiradas de  equipamentos desativados e afirma que a empresa estaria escondendo supostos problemas. Mais uma vez os funcionários do jornal  da família Marinho prestam um grande serviço de “desinformação” ao povo brasileiro.

A Petrobrás respondeu imediatamente, como pode ser visto no post abaixo, publicado hoje no Blog da Petrobrás, derrubando a versão criada pelo “jornal” facilmente. Mais uma vez fica claro que a Globo não gosta do Brasil, não gosta da Petrobrás e não aceita a idéia de que o Brasil possa constituir um ciclo de desenvolvimento autônomo, calcado em trabalho e tecnologia nacionais. Isso deixa claro que as corporações Globo continuam acreditando que seria melhor entregar o pré-sal aos conglomerados das grandes empresas petrolíferas multinacionais, com sede nas grandes potências, como a BP, porque essas, sim, são de “Primeiro Mundo”…

_______________________________________

Blog da Petrobrás
11 de agosto de 2010 / 16:57

Fotos publicadas por O Globo mostram equipamentos desativados

A respeito da matéria Fotos mostram o que a Petrobras esconde (leia versão on-line) da edição de quarta-feira (11/8) do jornal O Globo, a Petrobras esclarece que todas as fotos publicadas da plataforma P-33 referem-se a instalações que estão temporariamente desativadas, que não apresentam nenhum risco para as operações, e estão com os reparos devidamente programados. No próximo mês de outubro a P-33 realizará sua parada programada para manutenção geral. Se tivesse sido informada sobre as fotos antes da publicação,  a Companhia teria fornecido estes detalhes, levando ao leitor a informação correta.

As plataformas em alto mar estão submetidas a uma atmosfera extremamente corrosiva, típica de ambientes marinhos. Para atenuar os efeitos da corrosão, os equipamentos e tubulações são revestidos com tintas especiais, que são periodicamente renovadas, de acordo com o tipo da instalação.

Em um complexo industrial como uma plataforma, que possui milhares de equipamentos, caso aconteça a corrosão acentuada ou prematura em um deles, uma inspeção detalhada é realizada, seguida de uma avaliação de risco que determina o grau de urgência para a realização do reparo. Como a Petrobras tem por prática executar, em média a cada dois anos, paradas planejadas para manutenção geral nas plataformas, alguns reparos são incluídos na lista de serviços dessas paradas.

A Petrobras informa ainda que o bote de resgate da P-33, que sofreu manutenção recente em um fornecedor, apresentou defeito ao ser recebido a bordo. Para suprir a sua função em eventual emergência, garantindo a segurança dos trabalhadores, a Petrobras solicitou autorização da Marinha para manter nas proximidades, durante o novo reparo, dois rebocadores 24 horas por dia.

Por fim, em relação à máquina de hidrojato da plataforma P-32, a Petrobras lamenta as informações veiculadas sem qualquer embasamento técnico, e esclarece que o equipamento é largamente utilizado na indústria para facilitar a retirada de corrosão de superfícies metálicas, através do jateamento de água em grande velocidade. A força do jato é controlada de acordo com as características de cada serviço. Em alguns casos, esse equipamento pode ser utilizado para realizar cortes de chapas de aço. Esta técnica só é empregada em superfícies previamente inspecionadas, onde se confirmem a viabilidade de utilização sem risco às instalações e às pessoas.

A Petrobras reitera que a rotina operacional das plataformas é dinâmica, envolve inúmeros sistemas e equipamentos, e está sustentada por um forte apoio logístico entre as bases terrestres e as instalações no mar. Por esses motivos, as plataformas são preparadas para rapidamente identificar e eliminar falhas inesperadas e a realizar outros serviços em campanhas periódicas de manutenção com paradas planejadas da operação. Desta forma, a Petrobras zela pela integridade de suas instalações, pela segurança dos seus trabalhadores e pela preservação do meio ambiente, mantendo o seu compromisso com a produção nacional de petróleo e o desenvolvimento do país.

http://fatosedados.blogspetrobras.com.br/fatosedados/?p=27344

2 respostas para Fotos publicadas por “O Globo” para atacar a Petrobrás mostram equipamentos desativados

  1. […] Fotos publicadas por “O Globo” para atacar a Petrobrás mostram equipamentos desativados […]

  2. Senhores, por favor vamos dar um “cala-boca” definitivo nessa Globo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: