Parceria entre a Petrobras Biocombustíveis e o grupo São Martinho vai ampliar produção de bioetanol em Goiás


Portal do Agronegócio Goiano
24/01/2011

Petrobras Biocombustíveis e São Martinho vão investir R$ 700 milhões em Goiás

A joint venture Nova Fronteira Bioenergia S.A, formada pela sociedade entre o Grupo São Martinho e a Petrobras Biocombustíveis, vai investir R$ 700 milhões nos próximos três anos para ampliar a capacidade de produção da Usina Boa Vista, em Quirinópolis. Ontem, o governador Marconi Perillo, o presidente do Grupo São Martinho, Fábio Venturelli, e o diretor de Etanol da Petrobras Combustíveis, Ricardo Castelo Branco, assinaram um novo contrato de financiamento de incentivos fiscais pelo programa Produzir, no valor de R$ 4,2 bilhões.

A Nova Fronteira Bioenergia é voltada para a produção de etanol na Região Centro-Oeste do Brasil, onde também está implantando o projeto Greenfield SMBJ Agroindustrial, localizado no município de Bom Jesus.

Com investimentos nas atividades agrícolas e industriais, a Usina Boa Vista vai ampliar sua capacidade de moagem de atuais 2,5 milhões para 7 milhões de toneladas de cana, com colheita 100% mecanizada, sem queima. A ampliação da produção na unidade industrial de Quirinópolis vai elevar o número de empregos diretos de 1.600 para 4 mil .

A usina, que também gera energia elétrica e comercializa a produção excedente, ocupa uma área de 1,7 milhão de metros quadrados e 23 mil metros de área construída, já sendo projetada para suportar a expansão das operações.

O Grupo São Martinho está entre os maiores grupos sucroenergéticos do Brasil, com capacidade de moagem de 14 milhões de toneladas de cana, com mais duas operações no País: em Pradópolis (SP) e Iracema, em Iracemápolis (SP).

A Petrobras Biocombustíveis tem participação em empresas do setor sucroenergético com capacidade de moagem acima de 20 milhões de toneladas de cana por ano, devendo investir US$ 2,4 bilhões entre 2009 e 2013 na expansão da produção de etanol e biodiesel no Brasil, para atender o crescimento da demanda.

Com este novo contrato, o Produzir atinge a marca de R$ 80 bilhões em incentivos contratados.  |  O Popular


Portal do Agronegócio Goiano
http://www.agronegocio.go.gov.br/index.php?pg=noticias&id_noticia=8717

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: