Pilotos de robôs submarinos participam de expedição em Santos


Revista Fator Brasil
14/04/2011 – 10:09

Pilotos de robôs submarinos participam de expedição em alto mar para aprimorar conhecimentos

Veículo Submarino Operado Remotamente (VSOR)

Alunos do Nutecmar embarcam em Santos (SP), para curso avançado.

No dia 15 de abril (sexta-feira), quatro alunos já formados como pilotos de ROV (sigla em inglês para robôs subaquáticos controlados remotamente) embarcarão em uma expedição em alto mar. Eles passarão quatro dias a bordo de uma embarcação, que sairá de Santos (SP), para aprimorarem seus conhecimentos e aprenderem na prática sobre navegação e segurança no mar, enquanto realizam missões reais com os submarinos robôs. A expedição faz parte do curso de Piloto Avançado de Micro ROV, a última etapa da qualificação de pilotos, promovida pelo Núcleo de Tecnologia Marinha e Ambiental (Nutecmar).

 

Durante a expedição, a primeira turma do curso avançado irá vivenciar missões reais da rotina de um piloto profissional. Eles realizarão tarefas como inspeção de cascos de embarcações, estruturas de cais e de tubulações, reconhecimento de navios naufragados e de animais marinhos, além de apoiar mergulhadores em pesquisas científicas. Os pilotos irão operar os ROVs, que estarão no fundo do mar, por controle remoto, de dentro da embarcação, e monitorar os movimentos, através das câmeras e sensores dos submarinos robôs.

O instrutor de ROV formado na Academia Russa de Ciências e sócio-diretor do Nutecmar, Eduardo Meurer, explica que esta fase é a mais importante do treinamento, por contar com fatores e dificuldades reais, iguais aos que serão encontrados na futura profissão. “Muito antes de estar apto a dirigir uma carreta, que exige treinamento específico, o motorista precisa desenvolver primeiro a habilidade em um carro de passeio comum. Acreditamos que com os ROVs não deveria ser diferente. Por isso, os alunos avançam gradativamente”, compara.

Segundo Meurer, outra vantagem da fase final da capacitação é o ganho de destreza no manuseio do robô. “Lidarão com situações mais desafiadoras do que as que vivenciaram durante as fases anteriores, e por isso terão que colocar em prática as técnicas adquiridas. Além disso, exercitarão o raciocínio, pois passarão por situações inesperadas, como as que ocorrem no cotidiano de quem trabalha no mar”, ressalta.

 

Submarinos robôs – Os ROVs são micro submarinos não-tripulados de observação à distância do fundo do mar, equipados com câmeras de vídeo e sensores. Eles são operados por controle remoto. Em terra firme ou dentro de uma embarcação, o piloto vê por onde o robô submarino passa, através das imagens geradas pelo ROV, que são transmitidas em tempo real em um monitor de TV.

Os ROVs já foram importantes em momentos históricos. Graças a esta tecnologia, o navio naufragado Titanic pôde ser explorado a quase 4.000 metros abaixo da superfície do mar. Outro marco no uso de ROVs foi o controle do vazamento de petróleo a 1.500 metros de profundidade no Golfo do México, em 2010. Após a recente localização dos destroços por submarinos robóticos autônomos, os ROVs serão empregados para buscas das caixas pretas e resgate corpos e de partes do Air Bus da Air France, que desapareceu no Atlântico em junho de 2009.

Mercado – Os pilotos de micro ROVs podem ser inseridos no promissor mercado de petróleo e gás, com a exploração de recursos em águas profundas e ainda na área portuária, em inspeções de cascos de navios e do cais. O profissional também pode atuar em operações de segurança, inspeção de obras de engenharia sob a água, em missões de resgate subaquático e em pesquisas de arqueologia, oceanografia e biologia marinha.

 

A área carece de profissionais e, por isso, trata-se de uma atividade bastante valorizada. No mercado offshore de óleo e gás, um trainee pode começar recebendo um salário de até R$ 3 mil. Já quando piloto formado pode vir a ganhar mais de R$ 10 mil por mês.

Nutecmar – O Núcleo de Tecnologia Marinha e Ambiental é formado por uma equipe multidisciplinar e especializada, com vocação educacional e tecnológica. Seus principais objetivos são a capacitação de mão-de-obra qualificada e a busca por soluções tecnológicas que contribuam com a melhoria das condições ambientais e que confiram maior facilidade e segurança à realização de tarefas em ambientes marinhos ou em outros corpos hídricos.

O Nutecmar fica na Avenida dos Bancários, 76, cj. 14, na Ponta da Praia, em Santos (SP). Mais informações pelo telefone , ou no site http://www.nutecmar.com.br, ou no Twitter @nutecmar.

http://www.revistafator.com.br/ver_noticia.php?not=154316
Anúncios

3 Responses to Pilotos de robôs submarinos participam de expedição em Santos

  1. Augusto disse:

    O salário de trainee não passa de R$1.000,00 e o de um piloto somente com 4 anos ou mais é que fica em torno de R$ 6000,00 ,antes disso é de no máximo R$3500,00.

  2. edmundo cunha freire junior disse:

    Eu teria um prazer em pilotar um desses

  3. edmundo cunha freire junior disse:

    Tenho o curso de ROV e Salvatagem + HUET gostaria que me orientasse para ser um Piloto de ROV;

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: